Archive for the ‘Urbanismo’ Category

Dia para dançar e falar de dança!

30 abril, 2015

29 de abril é um dia de falar de dança! Mas dança embala muitos assuntos. Para não perder o ritmo do VEDA, entrei no compasso da apresentação pública em homenagem ao Dia Internacional da Dança. Um dia lindo que me rendeu muitos assuntos, de epidemia de dança a injustiças na aula de ballet!

Entrem na dança, doutores!

Anúncios

Mobilidade

8 agosto, 2012

Olha, se tem uma coisa que me interessa é a tal da mobilidade urbana! Nasci e cresci em Belo Horizonte e vi essa cidade, aos poucos, se tornar próxima do insuportável de tanto carro. Por um  lado, uma notícia boa: Oba, todo mundo está tendo condições de ter o próprio carro. Por outro lado, uma notícia ruim: A cidade não anda mais.

A redução de IPI, a segurada no preço da gasolina, a manutenção de empregos na indústria automobilística… tudo muito legal! Mas de que adianta ter um carro se ele não tem mais rua para andar e nem lugar para estacionar?

Aqui em Beagá, se você quer fazer as coisas em um tempo determinado, o carro não é mais a melhor idéia. Na maioria das vezes uso ônibus+corridinhas a pé para conseguir as coisas um pouco mais rápido.
No que diz respeito aos ônibus, acho que houve alguma melhora, mas Belo Horizonte, irritantemente, não tem muita opção de transporte público. Não temos metrô… e esta acho que é uma das maiores frustrações do mineiro, perdendo apenas para a falta de praia.

Numa época muito feliz, tive a oportunidade de morar alguns poucos meses da minha vida em Vancouver no Canadá. E lá experimentei um excelente sistema de transporte. A gente comprava um cartão por um preço fechado (para estudantes era mais barato e dependendo da área que você percorria havia uma variação de preços, na época +- $90) e podia pegar quantos ônibus, metrôs, skytrains, balsas que quiséssemos.

Era um sonho! E algo muito prático e saudável tanto para o cidadão, quanto para o município, pois ele garante uma renda interessante e faz a economia girar muito mais em diversos pontos da cidade. Pois se ir para a periferia e para o centro ficava o mesmo preço, a gente marcava de tomar café na periferia, conhecer os jardins mais distantes, visitar os amigos que moravam do outro lado da cidade e fazer compras na venda do lado. Isso fazia tudo funcionar, tudo girar e melhorava a dinâmica da vida na cidade.

E como eu quero isso para minha querida Belo Horizonte…

Além disso, fico pensando para uma pessoa que procura emprego, dizer que mora longe muitas vezes é um empecilho para o emprego, mas quando o sistema de transporte funciona e é realmente democrático, isso não é mais um problema.

Por isso que eu acho muito proveitosa a conversa sobre o assunto aqui no Brasil. Seja para Belo Horizonte, São Paulo, Salvador, o que for… Mobilidade! Outra palavra muito irmã da já famosa Sustentabilidade.

Mais:

Brasileiros viajam até o Peru com carro movido a óleo de dendê

O sistema de transporte de Vancouver

Este foi o texto que me inspirou para escrever agora  –  Proposta de bilhete único para SP

Vá de Bike

Update: “Vi esses dias na Tv um advogado que vai todos os dias pro trabalho de skate. No caminho, ele para numa pracinha e faz Ioga, só então segue pro serviço, onde toma um banho e começa o dia. Segundo ele, fazer da rotina algo somente massacrante acabaria nos brutalizando. Não se pode deixar pra fazer as coisas que se gosta só nos finais de semana e recessos. O segredo é fazer cada dia valer a pena, fazendo coisas que se gosta, ainda que entremeadas às obrigações de todo dia…“Will, leitor do blog, mandou nos comentários e achei que seria bom reproduzir


%d blogueiros gostam disto: