Parte Inicial

Faz tempo que alimento o plano de fazer um blog para falar do assunto. Sou estudante de Direito e estou no começo da caminhada pelo mundo jurídico. Não sou a melhor aluna da sala, não nasci para ser advogada, tenho dúvidas em todas as matérias e acho que muita gente fica ranzinza nessa vida. No entanto, uma coisa me surpreende, é que Direito é legal. E é legal mesmo. Além de útil. Então, para unir a fome com a vontade de revelar o que tenho aprendido, resolvi fazer uma das coisas que mais gosto: escrever.

E para começar com o pé Direito (hihi), falarei um pouco sobre o positivismo. Escolhi o tema porque muita gente fala com um sorriso no rosto “Eu sou positivista”. E para os leigos isso é ótimo! Isso mesmo, pense positivo! Mas quando, nas primeiras aulas, os mais desavisados têm a visão do positivista totalmente modificada, a palavra passa a soar diferente. Positivismo não é otimismo. “Vem de coisa posta”, diria meu professor. Juristas adoram falar “coisa”, ao contrário dos jornalistas. Da minha parte, interpreto mais como “coisa imposta”, o que viria a ser a lei. “Não fure o sinal”, “não mate”, “alimente seu filho”. É posto, ou imposto, mas tem uma razão de ser. É para tornar possível a convivência em sociedade. É para criar harmonia. Está na lei para ser legal.

O positivismo tem suas raízes na França e é considerado uma corrente. É algo um pouco complexo, envolve o empirismo absoluto e a inspiração na Biologia, Física e Química. No mundo jurídico, o positivismo é baseado no princípio da prevalência de uma determinada fonte. E a principal fonte é a lei!

O curioso de tudo é que pouco estudamos sobre isso na escola, mas a bandeira mais linda do mundo (a nossa) carrega nela um lema positivista: “Ordem e Progresso”. Lema esse que é repetido como mantra por muitos e obedecido como minhas ordens para um louva deus. O anúncio está na bandeira porque nossa proclamação da república foi muito influenciada pelo pensamento positivista, o que resultou nos dizeres do lábaro estrelado.

O positivismo foi uma reação no século retrasado aos pensamentos religiosos predominantes que estagnavam a sociedade. Vejo que hoje o positivismo é tratado como uma filosofia e gera certa polêmica entre os acadêmicos e estudiosos do assunto. Nós, pobres mortais, podemos nos dar por satisfeitos se conseguirmos entender um pouquinho mais da história que começou na França, e veio parar na bandeira fincada em todas as cidades do país.


 

 

 

Pesquisa na rede:

História Viva
OAB Paraíba

Anúncios

Tags: , ,

6 Respostas to “Parte Inicial”

  1. Luiza Voll Says:

    Querida, boa sorte! Vamos todos aprender muito com o seu novo blog. Beijo!

  2. Jonny Says:

    Parabéns e boa sorte na sua empreitada!!! Além de ser divertido, blogar desestressa!!! :)

    Abraços!

  3. Dani Says:

    Olá ^_^
    Boa sorte no projeto.

    Eu sou meio suspeita para concordar com vc, mas direito é legal mesmo ehehe.

    Sobre positivismo, acho que eu concordo com o seu professor em falar que o direito posto, porque é no sentido de oposição ao direito natural, sendo que o o direito natural também era IMposto, a diferença é a fonte do direito.

    No caso, o direito positivo é posto porque é instituido por um ato de vontade da autoridade competente enquanto o direito natural, ainda que justificado de maneiras distintas dependendo da fase histórica, vai ser caracterizado como um conjunto de valores morais universais e imutáveis.

    Na idade média por exemplo, o direito natural seria aquele imposto por Deus.

    Abraços!!

  4. didi Says:

    Verdade, Dani. É posto, e é imposto também. Adorei suas explicações. Volte sempre para ajudar.

  5. IED - Jusnaturalismo » SAPERE AUDE Says:

    […] a Didi falou um pouquinho sobre o Direito Positivo, eu acabei me lembrando das aulas de IED do ano passado. Como […]

  6. Ostrock Says:

    Mais um blogueiro estudante de direito, qualquer coisa que precisar é só dar um grito.

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: