O chamado

Aí vai um caso do escritório que não compromete ninguém!

Precisávamos confirmar um trabalho com um correspondente em cidade distante. A minha colega ligou umas várias vezes e da última vez ouviu ao longe a secretária dizendo “ok, vou dizer que o senhor está em audiência”. Tudo bem, eles querem trabalhar na base da mentira. Ok…

Liguei pra lá com minha voz de locutora (já fui locutora da chegada do papai Noel em um shopping). “Oi, gostaria de falar com o Sr. X”. E ela “quem fala?”. Eu “É a Judith”(inventei um nome). E ela “De onde?”. E eu “Sou uma cliente dele”.

A secretária foi chamar o correspondente e eu passei o telefone para minha amiga. Ele atende e diz “Oi, amor…”.

Ora, quais eram as chances de descobrir aleatoriamente que o homem tinha uma amante chamada Judith? É muita coincidência!

Ele deve estar nos achando muito ninjas.  Muito!

Para se dar bem com as mulheres, deixo uma dica piedosa: É sempre melhor atender de primeira! Cuidado conosco!

Mais:

Coisas que só uma mulher consegue

Não precisa se repetir

Girl power!!!

E se a gente fizesse um filme sem sexo?

Ser mulher é algo difícil, já que consiste basicamente em lidar com homens.”

Joseph Conrad

Anúncios

2 Respostas to “O chamado”

  1. Fernando Leite Says:

    Olá pessoal, criei meu primeiro blog destinado a comentar notícias do mundo jurídico. Gostaria de comentários

    jusverita.blogspot.com

  2. svenvantveer Says:

    Muito boa essa…

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: