Querido leitor,

o ano passou de duas formas: muito rápido e muito lento. Rápido porque eu tive muita coisa para aprender em pouco tempo, noites em claro,  muita gente para agradar e alegrias muito fulgazes. Lento porque alguns professores davam aula sentados, algumas respostas não chegavam nunca, algumas notícias chatas não paravam de incomodar e o frio da França (o país onde estou morando) não se resumia ao distanciamento do sol.

Mas passou!

Não preciso explicar que os problemas passados não vão terminar automaticamente com o fim de 2013. Pelo contrário, temos uma renovação de esperanças, mas também uma renovação de problemas. A começar pelos impostos (e taí o aumento do IOF de presente pra todos nós), pelos novos prazos apertados, pelas novas lutas que não podem parar (a lembrar dos movimentos que marcaram o ano) e também, como não poderia deixar de ser, pelo fato de continuarmos envelhecendo, pois só quem está vivo é que envelhece!

Que neste andar do tempo, a gente saiba ser maduro para as decisões e tolerante para as diferenças. Nem sempre as diferenças são apresentadas de forma legal e fácil de lidar com elas. Em 2013 tive a impressão que muitos dos ismos que já estávamos diminuindo voltaram com tudo, de uma forma violenta e ignorante. Que nesta virada a gente possa refletir sobre o que tem de bom pra oferecer e dar um jeito de esconder e reduzir o que a gente tem de ruim.

Peço desculpas pelo distanciamento do blog. Meu mundo ficou meio avacalhado neste sentido, mas 2014 está aí como uma nova oportunidade de maior dedicação.

Agradeço aos amigos que nunca abandonaram o Direito é Legal e aos queridos leitores que enviaram mensagens de fim de ano com o maior carinho.

Muito obrigada, gente! Esse afeto brasileiro é uma das coisas que mais admiro no meu país e que mais sinto falta!

Um excelente 2014 para vocês advogados, estudantes, juízes, assessores, funcionários de cartório e interessados em Direito em geral! Que a gente possa compartilhar melhores experiências neste próximo ano.

Este é meu anelo,

Didi

“Amigo, oculta tua vida e espalha o teu espírito”.

Victor Hugo

Anúncios

Uma resposta to “”

  1. Gustavo Virtual Says:

    Adorei essa frase “”Pelo contrário, temos uma renovação de esperanças, mas também uma renovação de problemas.”” animadora e realista! eheh! Mas no final das contas todos desejamos sempre que o novo ano seja próspero e feliz!

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: